Previous Next Index Thread

Sinopse 28/06/96

 SINOPSE  DE  28/06/96
 OESTADO DE S. PAULO
 -POUPANCA TERA' RENDIMENTO MAIOR
 - O Governo estabeleceu, ontem, uma escala de aumentos sucessivos
 da TR ate' dezembro, para evitar que a poupanca feche o ano com juros
 negativos. Segundo o secretario-executivo da Fazenda, Pedro Parente,
 as mudancas permitirao aumento da rentabilidade das cadernetas. Com
 a decisao, tomada em reuniao do CMN, ha' previsao de que a poupanca
 devera' se tornar a melhor aplicacao de 30 dias a partir de novembro.
 O redutor da TR caira' de 1,3% para 1,25% em 1 de julho; 1,2%, em
 agosto; 1,15%, em setembro; 1,05%, em outubro; 0,95%, em novembro,
 e 0,85%, em dezembro. A TR ficara' mais alta a cada mes, o que, em
 contrapartida, elevara' os juros pagos nas prestacoes da casa propria.
 (pag. 1 e B1)
 - As duvidas sobre os detalhes que envolvem a morte de Paulo Cesar
 Farias, o PC e sua namorada, Suzana Marcolino da Silva, aumentaram
 ontem. Monica Calheiros, mulher do comerciante que supostamente vendeu
 a arma usada no crime, disse que Suzana fez sete disparos com o revolver
 logo depois de compra-lo. A declaracao contradiz as primeiras informacoes,
 divulgadas apos a descoberta dos corpos, segundo as quais a arma
 era nova, estava lacrada e na caixa. As declaracoes de Zelia Maria
 Maciel de Souza, prima de Suzana que intermediou a compra do revolver,
 tambem apresentaram contradicoes: no dia do crime, ela disse nao
 saber que a namorada de PC tinha uma arma.
 - O Conselho Nacional de Desestatizacao incluiu 31 postos e 11 sistemas
 de geracao e distribuicao de energia no programa de privatizacao.
 Os portos de Santos e do Rio, os maiores do Pais, tambem serao privatizados.
 A iniciativa privada administrara' os portos por meio de arrendamento
 ou concessao de servicos. O leilao da Vale do Rio Doce ficou marcado
 para fevereiro de 1997. Grupo de trabalhadores apresentara, em 30
 dias, proposta de novas regras para transportes, energia eletrica
 e telecomunicacoes. (pag. 1, B1 e B3)
 - A direcao do Colegio Albert Einstein, da capital, decidiu manter
 no programa um dos livros vetados pelo MEC por conter erros graves.
 Para o coordenador Robson dos Santos, o livro usado por 500 alunos,
 nao compromete o ensino. Ele elogia o MEC, mas acha que a lista deveria
 ter sido divulgada antes do ano letivo. (pag. 1 e A16)
 - O governador Mario Covas anunciou ontem, investimentos superiores
 a R$ 4 milhoes para a melhoria do programa de reforma agraria no
 Pontal do
 Paranapanema. Covas visitou quatro assentamentos, reuniu-se com assentados
 dissidentes do MST em Mirante do Paranapanema e reafirmou sua intencao
 de executar na regiao, o  maior programa de reforma agraria do Pais.
 (pag. 1 e A15)
 - Depois de mais uma reuniao, ontem, o Governo nao conseguiu convencer
 os sem-terra a interromper as invasoes de areas. Durante o encontro
 com coordenadores do movimento de 16 estados, o ministro de Politica
 Fundiaria, Raul Jungmann, voltou a repudiar as invasoes de terras
 e ocupacoes de predios publicos. Para o MST, no entanto, a ocupacao
 continuara' sendo usada como forma de pressionar o Governo. (pag.
 A15)
 - As tres centrais sindicais - CUT, Forca Sindical e CGT -, ameacam
 deflagrar nova greve geral. Os dirigentes das entidades se reuniram
 ontem para divulgar o balanco da greve de sexta-feira passada. Segundo
 os sindicalistas, 12.848.840 trabalhadores aderiram ao movimento
 em todo o Pais. Para eles, as condicoes para uma greve geral continuam
 existindo e, por isso, as centrais podem decidir por nova tentativa
 de mobilizacao. (pag. B5)
 EDITORIAL
 "PRIVATIZAR A ENERGIA PARA NAO FALTAR LUZ" - E' de suma importancia